• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Mãe de bebê que desapareceu junto com pai após homem jogar carro em ribanceira se emociona durante buscas pelo filho: ‘Angustiante’


Raiane Pereira afirmou que ficou desesperada ao ver o veículo descendo a ribanceira com toda a sua família. Alessí Francisco, de 35 anos, e o filho, Adrian Pietro, estão desaparecidos desde domingo. Bebê Adrian Pietro e pai Alessí Francisco desaparecem após homem jogar carro em ribanceira, em Cristalina, Goiás
Reprodução/Imagens cedidas pela família
A mãe do bebê da 1 ano que desapareceu após o pai jogar o carro de uma ponte em Cristalina, no Entorno do Distrito Federal, falou sobre as buscas pelo filho. Segundo ela, o momento é “triste e angustiante”.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
Raiane Pereira disse que tudo aconteceu após uma discussão entre os dois e relatou que ficou desesperada ao ver o veículo descendo a ribanceira com toda a sua família. Ela e a filha, de 5 anos, quase foram mortas afogadas pelo companheiro.
“Ele empurrou o carro, mas o carro não desceu porque tinha uma pedra atrapalhando. Quando ele viu que o carro não dava para descer, ele foi na minha porta e puxou pelo braço. O bebê estava no banco de trás e a menina estava no meio”, contou Raiane Pereira, mãe das crianças, à TV Anhanguera.
“Ela [filha] ficou puxando meu braço para não me levar para dentro do rio e ele falando ‘vamos, vamos, vou te matar’. Ele me puxou e ela veio junto, aí ele pegou ela pelo braço e a jogou no fundo do rio”, completou.
LEIA TAMBÉM
Bebê e pai desaparecem após homem jogar carro com família em ribanceira, diz polícia
Homem é preso por atropelar de propósito a ex-mulher usando moto do irmão dela e alegar à família que ela tinha tentado se matar, diz delegada
Homem desaparece em rio após canoa com cinco pessoas virar, em distrito de Goianésia
Alessí Francisco, de 35 anos, e o filho, Adrian Pietro, estão desaparecidos desde domingo (9). A mãe, que espera ansiosa por notícias, diz que o momento é “triste e angustiante”.
O delegado que investiga o caso, Cassius Zamó, disse que a polícia trabalha com duas linhas de investigação. “Nós não sabemos se, por acaso, o investigado socorreu o bebê e está com ele até o momento, ou se ele caiu na água e morreu afogado”, afirmou.
Desde segunda-feira (10) os bombeiros realizam buscas na região do Rio São Marcos. A corporação informou que até as 8h desta quinta-feira (13), eles não haviam sido localizados.
Veja outras notícias da região no g1 Goiás.
VÍDEOS: últimas notícias de Goiás

Bookmark the permalink.