Falso empréstimo: quadrilha presa em Madureira aplicava golpes em idosos, diz polícia

O escritório do bando ficava em Madureira, na Zona Norte do Rio. No local, os agentes encontraram um centro com vários telefones e documentos e seis pessoas foram presas. A Polícia Civil prendeu nessa quarta-feira (12) uma quadrilha que aplicava o golpe do falso empréstimo consignado em idosos. O escritório do bando ficava em Madureira, na Zona Norte do Rio. No local, os agentes encontraram um ‘call center’ e documentos. Seis pessoas foram presas.
De acordo com os investigadores, só foi possível chegar ao bando após uma denúncia de condomínios do edifício que fica na Rua Maria Freiras.
Segundo a polícia, os criminosos ligavam para as vítimas e ofereciam novos empréstimos para, em tese, abaixar os valores de consignados anteriores. Mas, o dinheiro ficava com os golpistas.
Os policiais sustentam ainda que, existia um roteiro de como aplicar o golpe.
“(Essa) quadrilha possui sistema aplicativo onde ela consegue detectar pessoas que em algum momento de suas vidas contraíram um empréstimo. Com essa informação elas entram em contato com essas vítimas de maneira fraudulenta e informam a elas que o valor das prestações que são pagas pode ser reduzido. Isso, obviamente, não é possível, mas através de uma conversa um pouco mais contundente eles conseguem convencer a vítima de tal fato”, destaca o delegado Edezio Ramos, titular da 29ª DP (Madureira), que completa:
“A vítima é seduzida por esse tipo de proposta aceita contrair um novo empréstimo com os integrantes da quadrilha. O valor do empréstimo contraído agora fica integralmente com o bando. Aquela vítima que tinha um empréstimo e pagava as prestações agora vai ter que pagar um no novo empréstimo. É o que acontece como resultado final”.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.