PC ouve adolescentes suspeitos de disseminar fake news de ataques em escolas em Santarém


Os adolescentes compareceram acompanhados dois pais. Eles devem responder por ato infracional. UIP Nova República em Santarém
ProPaz/Divulgação
Dois adolescentes suspeitos de disseminar fake news de ataques em escolas, e um terceiro identificado após postar foto com arma em rede social, foram identificados pela Polícia Civil de Santarém, no oeste do Pará, tiveram que comparecer diante da Polícia Civil na tarde desta quarta-feira (12) para prestar esclarecimentos.
Os adolescentes, sendo um de 16 anos e dois de 13 anos, compareceram à delegacia acompanhados dois pais. Um deles estuda na escola Onésima Pereira de Barros e os outros dois na escola Maria Uchôa Martins. Um adolescente foi ouvido na Seccional de Polícia Civil, e dois na a Unidade Integrada de Polícia (UIP) Nova República.
De acordo com a polícia, eles devem responder por ato infracional.
O pai de um dos adolescentes disse que o filho dele não está envolvido na publicação de fake news. O que aconteceu, segundo ele, foi que um colega do filho (que também foi apresentado), pegou o número desse adolescente e fez o perfil fake, de onde partiu a publicação.
*Reportagem em atualização

Adicionar aos favoritos o Link permanente.