MT fecha primeiro trimestre com saldo de US$ 7,16 bilhões na balança comercial


O estado importou menos e exportou mais. O valor é 10,3% maior do que foi registrado no mesmo período de 2022, com US$ 6,49 bilhões registrado. Agronegócio movimenta a economia do estado
Divulgação
Mato Grosso fechou o primeiro trimestre deste ano com saldo de US$ 7,16 bilhões na balança comercial, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (12), pelo Observatório do Desenvolvimento da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sedec), com base nas informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.
No geral, o estado importou menos e exportou mais. O valor é 10,3% maior do que foi registrado no mesmo período de 2022, com US$ 6,49 bilhões registrado. O saldo da balança é resultado da subtração entre exportação e importação. Sozinho, o estado representa 45% do saldo brasileiro, que foi de US$ 15,84 billhões.
Indústria em MT
TV Centro América
Em março, as exportações acumularam US$ 3,5 bilhões, o que significa um valor 9,37% maior em comparação ao mesmo mês do ano passado. Já no acumulado do primeiro trimestre somam US$ 7,34 bilhões, valor 1,49% menor em comparação ao mesmo período de 2022. O que explica essa redução, segundo a Sedec, foi o atraso na colheita e comercialização da soja em fevereiro deste ano.
De acordo com a Sedec, os principais mercados consumidores do estado são a China, Tailândia, Espanha e Países Baixos (Holanda). Já os exportadores para o estado são, principalmente, a Rússia, seguido do Canadá, Estados Unidos, China e Israel, que juntos acumulam US$ 426,32 milhões.
O estado ainda importou 34,8% menos neste primeiro trimestre quando comparado com o mesmo período de 2022, o que revela uma redução de US$ 964,26 milhões para US$ 628,09 milhões. Apesar dos fertilizantes serem os produtos mais importados, houve uma redução de 33% na compra desses produtos neste ano, o que totaliza US$ 507,37 milhões.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.