Prainhas do noroeste reaparecem após cheia do Rio Paraná de quase 6 m de altura; veja fotos


Nível do rio voltou ao normal no começo de abril após fechamento das comportas das usinas de São Paulo e Mato Grosso do Sul, abertas em janeiro. sdsd
Ricardo Paiva/ colcaboração
As famosas prainhas do noroeste do estado voltaram a aparecer após a cheia do Rio Paraná, que atingiu quase seis metros de altura devido à abertura das comportas das usinas de São Paulo e Mato Grosso do Sul no começo do ano. Relembre mais abaixo.
Compartilhe no WhatsApp
Compartilhe no Telegram
As comportas foram fechadas no começo deste mês, depois de três meses abertas por determinação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) para controlar o nível da água.
Os vertedouros foram abertos em janeiro. Em março, a vazão chegou a mais de 16 milhões de litros por segundo.
A quantidade de água fez o rio encher e desaparecer com as prainhas do noroeste, além de atingir casas dos ribeirinhos.
A Prefeitura de Porto Rico informou que o nível da água está normal, e os banhistas podem acessar as prainhas da região.
Para ir até a prainha de Santa Rosa é necessário pegar um barco na barranca principal.
Praia de Porto São José
Ricardo Paiva/ colaboração
Prainha de Santa Rosa em Porto Rico
Reprodução/RPC
Cheia
O nível do Rio Paraná chegou ao seu maior nível desde 2023, batendo quase 6 metros de altura em março. A medida normal é de aproximadamente 1,5 metro.
Ribeirinhos de Querência do Norte precisaram ser retirados das casas pela Defesa Civil.
Segundo a Companhia Energética de São Paulo (Cesp), as comportas foram abertas no dia 18 de janeiro, após decisão da ONS foi para o controle do nível do represamento da água depois que fortes chuvas atingiram a região sudoeste e centro oeste do país.
No dia 18 de fevereiro, a Defesa Civil alertou moradores próximos do rio por conta da alta elevação do nível da água. Segundo a prefeitura da cidade, algumas pessoas perderam plantações e animais.
Vertedouro de Rosana é aberto após 6 anos
Corpo de Bombeiros/reprodução
Leia mais
PRAINHAS SOMEM – Prainhas de Porto Rico desaparecem pela cheia do Rio Paraná após abertura de vertedouro de usina elétrica
CHEIA NO PARANÁ – Comerciantes têm barracas levadas pela água
ALERTA – Defesa Civil alerta moradores por cheias do Rio Paraná; população pode ter que deixar casas
Impactos
Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), as cheias são necessárias para o equilíbrio da fauna e flora e contribuem para a reprodução dos peixes.
Praia de Rosana, em Porto Rico desaparece após cheia do Rio Paraná
Reprodução
Veja também
De amor que virou casamento a amizade com fim da relação: a história de dois jovens que se viram uma única vez antes de homem perder a visão
Técnica de enfermagem atropelada em avenida de Maringá morre no hospital; câmeras registraram batida
Mais assistidos do g1 PR

Veja mais em g1 Norte e Noroeste.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.